terça-feira, 14 de setembro de 2010

Modelo de plano de AEE!

Plano de AEE – Pessoa com Surdez

CASO RICARDO

Objetivos:

  • Garantir a aquisição da leitura e escrita da Língua Portuguesa pela criança surda de forma clara e perspectiva;
  • Desenvolver o ensino da Língua de Sinais - LIBRAS e o ensino da Língua Portuguesa, de forma consciente, promovendo o processo educativo;
  • Acrescentar a prática do Bilingüismo;
  • Aumentar o número de atividades para ensinar o Português como também a LIBRAS;
  • Estender o processo cognitivo com base no contexto sócio-cultural fundamentados no processo educacional do aluno surdo;
  • Medrar o conhecimento de palavras da Língua Portuguesa e da Língua de Sinais-LIBRAS com apoio de materiais visuais para fixação de ambas;
  • Incentivar a interação espontânea da criança com outras crianças e adultos por meio da língua de sinais;
  • Desenvolver à prática de jogos, visando o melhoramento dos conhecimentos matemáticos, capacidade de concentração e principalmente a socialização com trabalhos em grupos;
  • Promover as relações temporais.

Organização:

  • Período de atendimento: 01 fevereiro 2010 a 30 junho de 2010 (1º semestre)
  • Freqüência: 02 vezes semanais
  • Tempo de atendimento: 50 minutos individual e 1h30min em grupos
  • Composição do atendimento: ( x )individual ( x ) coletivo


Atividades a serem desenvolvidas no atendimento ao aluno:

Interpretação, Leitura, Escrita, trabalhos artísticos, configuração de mãos para o desenvolvimento da Libras, alfabeto manual, possibilitar as relações temporais através de marcação de tempo e de advérbios temporais como: futuro, passado, presente, ontem, semana passada, mês passado, ano passado, antes, hoje e etc. Habilidades, trabalhos em grupos e principalmente a socialização; Talentos e atividades cognitivas.


Seleção de materiais a serem produzidos para o aluno:

  • Jogos da Memória. Ex: Sinal X gravura; Sinal X Palavra; Alfabeto manual X palavra;
  • Murais contendo a Língua Portuguesa e a Língua de Sinais-LIBRAS;
  • Painéis com fotos e gravuras seriadas;
  • Livros de historinhas confeccionados em Libras-Português, Português-Libras;
  • Fixas com: figuras, palavras em Português e o sinal da mesma


Adequações de materiais:

  • Uso de softwares em computadores, com programas específicos para este fim; Jogos de percepção viso-espacial; Jogos diversificados para o auxilio da Libras; álbuns seriados; fabricação de jogos com formas geométricas para ensino da matemática, tampinhas de garrafas Pet; latinhas de margarina; E.V.A para fabricação de dominós; alfabeto manual colorido com tamanhos e fomas diferentes.


Seleção de materiais e equipamentos que necessitam a ser adquiridos:


  • Canetinha, cola com gliter, tinta guache, chamex branco e colorido, apontadores, lápis de cor, E.V.A em diversas cores, dominós, baralhos, dama, xadrez, papel cartão, cartolina, T.N.T colorido, dicionários, revistas, livros, computadores, cola branca, tesoura, cola quente e outros.



Tipos de parcerias necessárias para aprimoramento do atendimento e da produção de materiais

  • Psicólogo, Terapeuta Ocupacional, Fonoaudióloga, Intérprete, Instrutor de Libras, Professor com graduação em Letras ou até mesmo com outra graduação mas que possuam um Curso de Especialização em Educação Especial e/ou Atendimento Educacional Especializado, Costureira, Pessoas voluntárias (funcionários da escola, família) e professor da sala comum.


Profissionais da escola que receberão orientação do professor de AEE sobre serviços e recursos oferecidos ao aluno


    • Professor de sala de aula e o Professor de Educação Física;
    • Colegas de turma e os outros alunos que freqüentam a mesma escola;
    • Diretor escolar; Equipe Administrativa; Equipe pedagógica e toda a Equipe gestora.

Avaliação dos resultados:
  • A avaliação será feita de forma contínua, para maior percepção dos avanços do aluno. No decorrer do tempo previsto o plano de AEE poderá ser mudado, claro que tal dependerá do desenvolvimento do aluno.


Resultados obtidos diante dos objetivos do plano AEE:
  • O esperado é que no final do semestre, o aluno tenha adquirido conhecimento de sua primeira língua e de forma tenha adquirido auto-confiança em seus atos e capacidade cognitiva para expressar-se, sem medo de assumir sua real identidade.
Reestruturação do plano:
  • Se caso o plano não atender os resultados esperados, nós nos reuniremos novamente para repensar a prática pedagógica do mesmo, onde será necessária a confecção de novos materiais e o revisamento da bibliografia atual e adotaremos novas bibliografias para nos auxiliar, o importante é fazer com que o aluno em questão seja o alvo principal da prática inclusiva, onde faremos de tudo para que os objetivos sejam alcançados.




Alessandra Afonsa - Escola Mul. Profª Maria José Gonçalves
Amanda Patrícia - Escola Mul. Jesuíno Gonçalves dos Reis
Luciene Caçula - Escola Mul. Profª Maria José Gonçalves
Grupo Orquídeas em 20 de junho de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário