terça-feira, 30 de novembro de 2010

Plano de AEE - Deficiente Físico!

PLANO DE AEE – DEFICIENTE FÍSICO



Nome: Carla Martins de Araújo (fictício)
Data Nasci: 30/12/06
Serie: 5° ano          Turno: vespertino
Escola Municipal Euzébio Martins da Cunha
Professor de AEE: Urana Nara Moreira


1. OBJETIVOS:

- Oferecer à aluna recursos e estratégias pedagógicas e de Tecnologia Assistiva objetivando remover as barreiras que impedem e/ou dificultam o desenvolvimento da aprendizagem escolar;
- Beneficiar-se da adequação de materiais didático-pedagógicos às suas necessidades;
- Definir estratégias de ensino que desenvolvam o potencial da aluna;
- Utilizar recursos didáticos pedagógicos e equipamentos especiais para sua educação;
- Incentivar a participação gradual da educanda em situações práticas de sua rotina escolar para que a aluna venha desenvolver suas habilidades e potencialidades em busca de uma melhora significativa em seu processo ensino-aprendizagem.


2. ORGANIZAÇÃO DO ATENDIMENTO:

Período de atendimento: outubro à dezembro (trimestral)
Freqüência: duas (duas) vezes na semana
Tempo de atendimento: 60(sessenta) minutos
Composição do atendimento: individual


3. ATIVIDADES À SEREM DESENVOLVIDAS PARA A ALUNA:


-Comunicação aumentativa e alternativa de modo que a mesma envolva diferentes formas de linguagem falada simbolicamente;
-Uso de auxílios para a vida diária e vida prática.
-Informática acessível;
-Adequação de mobiliário para suprir as necessidades da aluna;
-Adaptação de material didático-pedagógico;
-Recursos de acessibilidade ao computador;
-Uso de auxílios para a vida diária e vida prática.

4- SELEÇÃO DE MATERIAIS A SEREM PRODUZIDOS PARA A ALUNA.

-        Prancha para comunicação aumentativa e alternativa;
-        Fixas para percepção: figura x nome, figura x letras e etc.;
-        Alfabeto, números, sílabas e palavras móveis;
-        Pasta e prancha frasal com símbolos;
-        fotos e figuras de atividades seqüenciais;
-        Pranchas temáticas móveis e/ou fixas na parede.


5- ADEQUAÇÃO DE MATERIAIS

-        Papel com pautas largas
-        Engrossadores de lápis
-        Teclados com colméia e mouses adaptados
-        Quadro magnético com imãs fixados em letras

6- SELEÇÃO DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS QUE PRECISAM SER ADQUIRIDOS:

Pincéis atômicos; Jogos especiais para deficientes físicos;
softwares para comunicação alternativa com símbolos gráficos;
fones de ouvido;
Adaptações para a vida diária como: bandejas ou tábuas com recortes  para pratos e copos; pratos com ventosas; copos adaptados, mais pesados, com duas alças e bordas recortadas; talheres, pentes e escova de dente adaptados;
Lápis com engrossador;
Fita crepe para fixar atividades em pranchas;
Papel manilha ou papel embrulho, se não encontrar usar sulfite A1;
Mobiliário arquitetônico para acessibilidade;
Tesoura adaptada;
Aranha-mola;
Órteses para fixar lápis, pincéis, talheres, escova de dente e etc
Apontador adaptado; separadores de páginas com feltro ou espuma; massinhas; plano inclinado; broxas; tintas e etc.
Canetinha, cola com gliter, lápis de cor, E.V.A em diversas cores, dominós, baralhos, dama,  xadrez, papel cartão, cartolina, T.N.T colorido, dicionários, revistas, livros e etc.


7- TIPOS DE PARCERIAS NECESSÁRIAS:

Terapeuta Ocupacional, Psicólogos, Fonoaudiólogo, Psicopedagogo, arquitetos, engenheiros, Fisioterapeuta, Assistência Social, Secretaria de Educação, Secretaria de Educação Especial, Gestores da Escola e etc.


8- PROFISSIONAIS DA ESCOLA QUE RECEBERÃO ORIENTAÇÕES DO PROFESSO DE AEE:

  • Professor da sala de aula;
  • Colegas da turma;
  • Restante da equipe gestora (coordenação, direção, outros professores, merendeiras, porteiras, secretária)



9- Avaliação

A avaliação será feita de forma contínua, para maior percepção dos avanços da aluna. No decorrer do tempo previsto o plano de AEE poderá ser mudado, claro que tal dependerá do desenvolvimento da aluna. Cada atividade desenvolvida será colocada no portfólio individual da aluna e depois será feita uma avaliação geral para detectar se a aluna está adaptando às práticas pedagógicas ou não.

10- REESTRUTURAÇÃO DO PLANO
Depois de verificar os pontos positivos e negativos no portfólio, se houver necessidades de reestruturar o plano da aluna, será necessária a busca de novas parcerias e possivelmente produzir outros recursos que venham atender as práticas educacionais de acessibilidade que a mesma necessita.




3 comentários:

  1. Você é lindaaaa... rs... Mas não postei para te dizer isso...rs... Você está de parabéns! Tem uma ótima visão acerca da inclusão do deficiente físico! Lindo trabalho

    ResponderExcluir
  2. Muito Obrigado Jean!!!! Se todos tivessem a mesma forma de olhar a inclusão acredito que nosso país seria diferente!!!!

    ResponderExcluir
  3. AMANDA,
    ME CHAMO PEDRO XAVIER, CURSO UMA ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO INCLUSIVA, E ESTOU FASCINADO PELO TEMA, SOU ECONOMISTA E FILOSOFO DE FORMAÇÃO, INGRESSANDO NUM CAMPO TOTALMENTE FANTÁSTICO DA MENTE HUMANA, ESTOU PROCURANDO ENTENDER O HOMEM NA SUA DIVERSIDADE. PARABÉNS PELO MATERIAL POSTADO, FOI MUITO ÚTIL PARA MINHA COMPREENSÃO, EM MOMENTO DE PESQUISA E ESCLARECIMETNO SOBRE O ASSUNTO. ABRAÇOS FRATERNOS.

    ResponderExcluir