quarta-feira, 21 de setembro de 2011

21 de setembo: Dia Nacional de luta da Pessoa com Deficiência


  Evento realizado no Centro Cultural de Porangatu, com uma caminhada até o local para chamar a atenção da sociedade à cerca da inclusão e o respeito às pessoas com deficiência.




Fui convidada para compor a mesa e fazer um discurso em nome de todas as professoaras de AEE presentes no local.

MEU DISCURSO:

BOM DIA A TODOS

Primeiramente quero parabenizar a Secretaria Municipal de Educação na pessoa de nosso secretário aqui presente Sr. João Batista em parceria com o Departamento da inclusão que trabalharam juntamente na realização deste grande evento.

Quero cumprimentar a Diretora Domingas da Silva, cumprimentando ela, cumprimento todos os diretores, vice-diretores, bem como toda equipe escolar aqui presentes.

Hoje é o dia nacional de luta da pessoa com deficiência. Esta data é comemorada e lembrada todos os anos e serve de momento para refletir e buscar novos caminhos em nossas lutas, e também como forma de divulgar nossas lutas por inclusão social.
Vou falar das pessoas com necessidade especial,
Que às vezes é constrangido e chega a ser excluído do convívio social.
Se existe diferença, é apenas fisicamente. Não julgue pelo aspecto. Pois saiba que o intelecto é que o faz inteligente.

Seu exemplo estimula a nossa sociedade. Coragem e persistência, supera a deficiência, com a força de vontade.
Há muito já se provou a sua capacidade. No trabalho ele é perfeito, é pena que o preconceito só enxerga a vaidade.
Se para ver o mundo a ele falta a visão. Com o olfato ele sente, enxerga o mundo com a mente, com o tato e a audição.
Faz o mundo se curvar. Tamanho é o seu feito, que serve de lição, para todo cidadão que alimenta o preconceito.
Sua força de vontade, somada à inteligência, superação e coragem,
merece nossa homenagem, e nos serve de referência.
Superando desafio, Segue em frente satisfeito, Mostrando eficiência,
Prova que a deficiência, Do homem é o preconceito.
Só falta oportunidade à este grande herói. Que mesmo sendo carente, o nosso deficiente do Brasil é o porta-voz.

No esporte se destaca, Ganha medalha de ouro, Mostra ao mundo o seu valor, Com coragem e amor. Esse atleta é um tesouro.

A constituição brasileira Faculta à todos o direito, De expressar a vontade
Exercer a liberdade. Sem medo de preconceito.
No dia que nosso povo Banir a descriminação,Teremos mais liberdade
Com direito e igualdade, Engrandecendo a nação.
A superproteção Provoca a desigualdade, Ele apenas quer respeito
Pois, lhe basta esse direito, Não carece caridade.
Excesso de proteção Faz o homem constrangido, Provoca insegurança Que deixa como herança, O amor-próprio ferido.
Ensinar nossas crianças a Conviver com a diferença, É um passo importante Mesmo ainda distante, Creio que o sonho compensa.

Os alunos do terceiro ano da escola apresentaram a música do dia da semana em LIBRAS.



 Entre estas houve diversas apresentações:





Na oportunidade expus os desenhos dos alunos que participaram do projeto incluindo com arte, que criei na escola.




Nenhum comentário:

Postar um comentário